Comissão de Gestão da Política de Comunicação realiza a primeira reunião

Acompanhar o processo de implementação, avaliar a adequação das diretrizes, supervisionar as ações de comunicação e revisar e atualizar o documento. Esses são os objetivos da Comissão de Gestão da Política de Comunicação do IFSC, criada no ano passado por meio da portaria nº2242. Nesta semana, os integrantes da comissão participaram da primeira reunião ordinária do grupo para discutir o papel de cada um e propor ações para que a política seja internalizada e colocada em prática por todos os servidores da melhor maneira possível.

Durante toda segunda-feira (28), cerca de 50 servidores de quase todos os câmpus e de diversos setores da Reitoria debateram sobre o documento, seu processo de construção e sua implementação. A presidente da comissão e diretora de comunicação do IFSC, Waléria Külkamp Haeming, destacou a necessidade de cada integrante entender o seu papel para fazer com que a política seja efetiva em toda a instituição. “Todos nós, como membros dessa comissão, precisamos entender do documento e de suas indicações, nos apropriarmos do fato de que ele é uma política e deve ser seguido, termos a consciência de que ele será revisto e poderá ser adequado a cada dois anos, e ter claro que é nossa responsabilidade sermos guardiões da Política nos câmpus e na Reitoria”, destacou.

A representante do Câmpus Itajaí na comissão, Nastássia Alessandra Chandoha, estava ansiosa para participar dessa primeira reunião. “Me sinto honrada de fazer parte do grupo, pois acho que a comissão vem para organizar e orientar os demais servidores na implementação desse documento tão importante para a instituição”, afirmou.

Para a coordenadora de Relações Externas do Câmpus Xanxerê, Danieli Arsego Oro, a participação de todos os câmpus e da Reitoria na comissão é válida para aproximar os servidores nesse caminho novo que está sendo trilhado. “A Política vem para complementar o nosso trabalho e todo mundo quer construir junto, então envolver o maior número de servidores é fundamental”, disse.

A presidente da comissão explica que a proposta é que os integrantes da comissão sejam multiplicadores em seus locais de trabalho das informações relacionadas à Política de Comunicação. “Entendemos que a comunicação é responsabilidade de todos os servidores, mas cabe aos integrantes da comissão o dever de orientar os colegas sobre o documento e ser um agente de divulgação para envolvê-los no processo de implementação, uma vez que de nada adianta termos uma política se ela não for incorporada à nossa prática”, ressalta.

Como encaminhamentos dos trabalhos, os integrantes da comissão propuseram ações para tornar o documento mais conhecido entre os servidores e incentivar o desenvolvimento de uma nova cultura de comunicação. Entre as iniciativas previstas, estão promover reuniões nos setores para fazer um diagnóstico de comunicação, promover workshops envolvendo diversos temas de comunicação, capacitar as chefias para aprimorar os fluxos de informação e desenvolver campanhas educativas e informativas para lembrar os servidores constantemente da existência da política de comunicação.

Processo participativo

A Política de Comunicação do IFSC foi construída de dezembro de 2012 a junho de 2013 e lançada em setembro do ano passado. Durante todo o processo, tanto os servidores quantos os demais públicos estratégicos da instituição foram estimulados a colaborar com o desenvolvimento do documento por meio de pesquisas e envio de sugestões. A minuta do documento também foi disponibilizada para análise de todos os servidores do Instituto antes de ser apreciada pelo Colégio de Dirigentes e aprovada pelo Conselho Superior do IFSC.

Durante a reunião, a jornalista Marcela Lin apresentou uma prévia do resultado da pesquisa feita com os servidores do IFSC sobre o processo de construção da Política, realizada de 11 de abril a 12 de maio deste ano. Do total de servidores do Instituto, 641 responderam o formulário on-line – o que fez com que a pesquisa tivesse um erro amostral de 3,3%, índice considerado positivo em pesquisas de marketing.

Veja abaixo os principais destaques da pesquisa:

– Perfil dos respondentes: 54% TAEs, 41%, docentes efetivos e 5% docentes substitutos ou temporários
– 76% dos entrevistados acreditam que a política irá ajudar a qualificar a comunicação do IFSC
– 77% dos servidores avaliaram o processo de construção como bom/ótimo
– 55% acreditam que foi um processo de construção coletiva
– 62% acompanharam o processo de construção
– 67% não participaram em nenhum momento da construção
– Apenas 16% dos entrevistados já leram todo o documento após o seu lançamento

Depois de uma análise mais aprofundada, o resultado dessa pesquisa será postado na íntegra na área da Política de Comunicação no Fórum do IFSC (acesso exclusivo dos servidores), onde já estão postados todos os documentos do processo. Para acessar, o servidor deve usar o mesmo login e a mesma senha da intranet.

Construção dinâmica

Apesar de ter sido lançada no ano passado, a Política de Comunicação é um documento em constante avaliação, já que a cada dois anos será revisto e atualizado. Os servidores do IFSC e demais públicos que tiverem sugestões para o texto já publicado, para o processo de implementação ou até para o processo de atualização que será feito em 2015, podem enviar email para comissao.comunicacao@ifsc.edu.br.

Publicado em Notícias Marcado com: